quarta-feira, outubro 5

Rotina



O sol parte ,
anoitece!...
chegam as horas mais sombrias da noite...
Olho em redor,
à procura de um mundo,
de um sonho,
de uma ilusão...
vem a dor... e com ela
um aperto no peito.
Que sufoca este coração choroso!...
Neste peito, onde ainda bate...
bate forte,
bate lento...
momentos há em que pára de bater!
...de tanta tristeza
com uma revolta infernal
que chego a ter medo...
Oh! Vida!...
Triste vida esta!...
E... chega a madrugada,
quem sabe... com ela talvez.
A minha sepultura!
...é dia!...
Singelo e puro como a fantasia,
E porque o novo dia começa...
regressa a força, a esperança,
e... muita coragem...
Para viver mais um dia!...
Até que ela... um dia me bata à porta...
a tão desejada...
Liberdade!...

- Carla Valente

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.