sábado, julho 29

Cumplice


"Foi o tempo que perdeste com a rosa que tornou a rosa tão importante para ti."
- O principezinho,de Saint-Exupéry




"O medo.
Esconde-se em teus olhos enquanto te rasgo a carne e agarro o teu espírito.
Os teus lábios tremem, mas quem chora são os meus olhos, estas lágrimas roubei-as de ti.
Tenho o corpo marcado pela tua ausência, tenho as marcas das tuas mãos na saudade do teu corpo, no escasso bom senso de alguns dos meus actos, odeio-te mas não consigo estar longe do teu cheiro, da tua voz, de tudo o que te pertence... Não posso ter-te nos meus bracos, nem voltar a sentir-te... não posso voltar a amar-te. Este é já um corpo morto. Os meus olhos não te conseguem já ver, ouço-te mas estás longe, estás a chorar? Perdoa-me, nao foi minha toda a culpa, a morte meteu-se no caminho, tomou o meu corpo e tirou-me de ti.
Eu, continuo a amar-te..."


"Dizem que o Amor mata.. e quando nao mata é porque morre..
..e quando nao morre é total, absoluto, sublime e perfeito..."



Há pessoas que nos ajudam a viver outras que nos ajudam a morrer... o resto fica entre nós.

4 comentários:

Coool disse...

Nestas fases ha pouco para dizer. Não sei mesmo o qu escrever depois de tanta magoa concentrada!

Aquele abraço

Sofy disse...

Because of You

I will not make the same mistakes that you did

I will not let myself cause my heart so much misery

I will not break, the way you did, you fell so hard

I´ve learned the hard way to never let it get that far

AnaP disse...

O amor tem tanto que se lhe diga... o texto é comovente. Beijos!

eu sou a rima e Tu o instrumental disse...

o amor e o medo sao duas realidades que nao se podem negar... sempre que amas verdadeiramente alg é normal que sintas medo de a perder... por ixo, nao fikes "xatiado" ou alg do estilo, quando sentes medo, ou quando sabes que a outra pessoa sente esse mesmo medo. Isso só significa que nesse espaço, nesse momento existem duas alminhas lindas que se apaixonaram, e que se amam... *