quinta-feira, abril 14

Por teu amor morreria

Mas por teu amor morro a cada dia

Sofro por não ter o teu olhar

Doi me quando te vejo passar

Sinto me de vidro

Quando passo despercebido do teu olhar

Amo te

E não quero deixar de te amar

Mas quero amar e por ti ser amado

Desejo te sem fim

Quero te so para mim

Será que não ves que me estas a magoar

Que até o meu ser estou a abandonar

Faz me renascer

Da me uma razão para para viver

Viver ao teu lado

O não te ter faz me doer

O não te tocar faz me desejar

A tua ignorancia faz me morrer


2 comentários:

gatinha disse...

Porque sera k temos sempre tendencia a amar akilo k acaba por nos fazer sofrer...sera k vale a pena?...o problema é n ter opçao de escolha.Se a dor k tu sentes fosse sentida por kem te faz sofrer talvez fosse digna do teu amor.axas k vale a pena continuar...de certeza k ha alguem mais digno desses sentimentos
jokinhas grands;)

susana disse...

concordo com a amiga de cima não se escolhe quem se ama,nem o momento e nem swe percebe o porquê,mas também não há amor sem dor é disso que vive a poesia.O verdadeiro amor aparece 1 vez só é como uma ficha quando se a gastou na máquina paciência... não vai haver outro mas existem outras formas de gostar e outros amores diferentes claro que mas dão nos a capacidade e a lucidez de olhar para trás e apercebermo-nos de que valeu a pena por muito que tenha doido pois pelo menos tivemos a oportunidade de saber o que é amar algo o que muitas pessoas nunca chegaram nem vão chegar a sentir...