quarta-feira, março 23

Um Rosto a Chorar


Perdi te por não te Saber mostrar
Que quando se Ama não se pode ignorar
Mas mesmo Amar!
Ai amar, caminhar, lutar e até uma lagrima derramar
Parar e pensar
Que um dia o que foi
Será que volta a ser?
Cego por não olhar
Um rosto a chorar
Erro atras de erro
Dia apos dia
Uma vida que num sopro se extingue
e ai sim é tarde para voltar
Se por gestos e palavras
É tão facil magoar
Porque será que so o tempo as consegue atordoar
Esperança de uma arvore plantar
Esperança que o tempo não corra devagar quando se espera
Semear é facil
Crescer é so regar
Colher o fruto esta na mão do conjunto
No conjunto que a quer apanhar

1 comentário:

susana disse...

Ás vezes passamos tanto tempo a correr de um lado para o outro pois a vida de hoje obriga-nos a isso que esquecemos nos de que tudo no universo inevitavelmente tudo tem um principio ,meio e fim e que se não tivermos atentos e fizermos tudo para o evitar esse fim pode chegar mais depressa do que imaginavamos..O próprio homem começa a morrer no dia do seu nascimento a é que tentar atrasar esse facto..