quinta-feira, junho 7

Um desabafo de amor


Deixaste-me sozinha como se fosse lixo , foste te embora sem me dares uma explicação, depois ainda voltas como se tivesses toda a razão do mundo, e ainda me chamas de criança. Lamento mas acho que a criança aqui és tu, por me virares as costas e fugires das tuas responsabilidades. Espero que te apaixones por alguém, como eu me apaixonei por ti, e sinceramente aquilo que me vem à cabeça é que essa pessoa te magoe tanto como tu me magoaste a mim, mas como eu não sou criança espero que encontres a tua alma gémea e que vivam felizes para sempre, porque pelo menos um de nós merece ser feliz.